quarta-feira, 16 de março de 2011

O homem condicionado pelo pecado...


Quanta dor neste mundo tão perdido
O homem jaz, vencido por sua limitação
Ele nem percebe que está muito ferido
Quase morto,  por ser fonte de ilusão.

Morres sozinho, figura fraca e triste
Mereces sofrer, deixes de se lamentar
Se procuras motivos para chorar
Olhe-se no espelho, vais encontrar.

Não leves para outros tuas fraquezas
Não lutas e não superas teus medos
Nem consegues fruir qualquer beleza.

Crias teu sepulcro, homem condicionado
És estéril , um deserto sem segredos
Sofres, porque acreditas no pecado.

2 comentários:

PALÁCIO DAS LETRAS disse...

Gostei muito deste Soneto.
O Homem sofre por causa do pecado, no meu entender, desde os primórdios do mundo.
Antônio

Alice Luconi disse...

Olá Antônio , obrigada mais uma vez.
Abraços