domingo, 8 de maio de 2011

Nossa sublime e veraz inspiração...

De repente,  algo se apossa da gente
Algo se torna visível, audível ...sacode nosso ser
A gente ouve, a gente não procura , a gente toma
Sem perguntar quem está dando ofertando...

Como um raio,  um pensamento vem à luz
Sem hesitação e por necessidade se aceita
É encantamento, é coração,  é lágrima,  é emoção
Uma abundância se derrama na alma da gente...

Cobre todos os espaços,  sem pressão ou tensão
Nasce a harmonia e o equilíbrio,  tudo involuntário
Imagens e comparações se oferecem,  claras e simples
Todas as coisas vêm buscar nosso discurso acariciante
Das palavras que flutuam leves,  livres,  verdadeiras...

É o vir-a-ser se efetivando,  aparecendo,  se desvelando
Num devir e numa vivência... explode como furacão
Chega,  nos abraça e nos abarca por inteiro
A divina a sublime, nossa  mágica inspiração...

4 comentários:

acalenta disse...

Bom Dia minha querida amiga!

Desculpe mas é com todo o carinho que tenho pra com você,que mesmo atrasado venho lhe desejar feliz dia das mães,muitoi amor.

beijão minha amiga.

Célia Gil, narciso silvestre disse...

A inspiração é assim, vem de repente, sacode-nos e invade-nos e que bem a invadiu a inspiração neste poema! Bjs

Alluconi Nassif disse...

Querida Acalenta a amizade nunca se atrasa ,não é temporal, é sentimento puro e verdadeiro... Obrigada minha amiga te adoro também .

Bjs

Alluconi Nassif disse...

Célia adoro te ver aqui e espero que a saúde esteja perfeita minha amiga.Obrigada sempre.

Bjs