terça-feira, 19 de abril de 2011

Universo meu aleatório e perverso...



Universo meu , aleatório e perverso
Que sempre conspira contra mim
Quero cobrar de ti uma resposta
Por que me odeias tanto assim?

Treme a terra com feroz violência
Ceifas vidas sem ter consciência
Levanta as águas de todos os mares
Afogas meu mundo e a minha existência...

Não quero testemunhar tudo isso
Universo meu , aleatório e perverso
Os entes humanos em ti se espelham
Destroem tudo na frente e no verso...

Por que me odeias tanto assim?
Por que me obrigas sempre a refletir?
Pergunto novamente com respeito,
Porque minha Era escolheste destruir?

Universo meu,  aleatório e perverso
Queria ser uma sereia ou quimera
Por que sou humana, Ser pensante?
Por que me aterrorizas nesta esfera?

( meu universo...o que ainda me espera? )

2 comentários:

acalenta disse...

desculpe a minha ausência aqui estava sem tempo.
Lindo poema amiga parabens.
beijinhos

Alluconi Nassif disse...

Olá querida, agradeço teu carinho e amizade. És um amor...
Bjs