sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

O olhar...

Sobe a montanha
E fica a olhar o mar
Que sussurra devagar
No marulhar das ondas
Convida a navegar

E os olhos choram
A fome dos lábios
Que celebram o vôo
Nas asas da doce voz
Que busca um lugar
Para se aninhar

O coração explode
De sonhos... neste olhar
E deixa que naveguem
Estes tão alucinados
Para o lindo azul do mar

Na direção do crepúsculo
Talvez, da aurora
Do começo até o fim
Deste instigante
Vivenciar...olhar

Um comentário: