quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Singular e pessoal


Vivo a passear
Por mares, terras e ar
Buscando as coisas belas
Que a vida pode doar...

Vivo a passear
Por sonhos, desejos ao luar
Buscando nas abstrações
Todo meu imaginar...

Vivo a passear
Por alamedas do tempo
Buscando as doces lembranças
Que me afagam por dentro...

Vivo a passear
Por pontes da (in)consciência
Buscando a alma infinda
Que não quer se libertar...

Porque,

Sem estrutura foge a alma
O lume principal da arte
Que me leva a deambular...

A vida não é comédia
É drama chamado existência
Inicio, meio e final...

(... roteiro singular e pessoal)


2 comentários:

O Profeta disse...

Sopram ventos de melancolia
Transparente é o cinza que a tua alma encerra

A minha pobreza é a falta de um par de asas
Encontrei um lugar de reinvenção das sombras
Pensei virar as costas ao tempo e ao deslumbramento
E aí houve estranhamente o amanhecer das minhas palavras

E passei para te deixar


Um mágico beijo

Alice Luconi disse...

Obrigada pela visita ,caro Profeta!

Abraços